escolha o destino:
Lisboa Top 10
partilha

Escolher dez pontos de passagem obrigatórios em Lisboa é uma tarefa hercúlea, para não dizer impossível. É que a capital portuguesa é uma cidade com mais de 2.500 anos de história, ao longo dos quais foi habitada por povos provindos de todo o mundo, fusionando culturas, religiões e ideias distintas e transformando-se num caso singular de diversidade étnica. Nas ruas da sua baixa pombalina, cruzam-se europeus, africanos, asiáticos e latino-americanos com a mesma frequência com que nos seus bairros mais históricos se ouvem os sons do fado ou ecos de música africana, modinhas brasileiras e melodias indianas ou chinesas. Lisboa é a cidade que abriu portas ao mundo e, em consequência, recebeu o mundo dentro das suas portas. Nos monumentos, mas também na gastronomia e nas marcas da cultura urbana, Lisboa é toda a gente.

classificação
5 /10

1 - Castelo de São Jorge

O castelo de São Jorge divide-se em duas partes: a cidadela e o castelejo. O castelejo é a parte interior, de planta quadrada, muralhas ameadas e dez torres; já a cidadela corresponde à primeira cintura interior de muralhas. Ao longo dos séculos, o castelo sofreu uma profunda erosão e acabou por ser reconstruído durante as décadas 30 e 40 do século XX. De facto, a estrutura que hoje se visita é resultado dessa mesma reconstrução, que recuperou grande parte dos seus muros e subiu as torres. O castelo de São Jorge está aberto todos os dias, das 9h00 às 18h00 (21h00 de março a outubro), recebendo espetáculos e exposições regularmente. 

classificação
7,4 /10

2 - Miradouro da Senhora do Monte

Do miradouro da Senhora do Monte avista-se o estuário do Tejo, a igreja da Graça, o castelo de São Jorge e o bairro da Mouraria, assim como a baixa pombalina, as ruínas do convento do Carmo, o parque de Monsanto, as avenidas Novas e as demais colinas de Lisboa. Todos estes pontos estão referenciados num painel de azulejos instalado no varandim de observação, para facilitar a sua identificação por quem aqui vem apreciar a paisagem. Este miradouro está enquadrado num pequeno jardim repleto de árvores frondosas, que proporcionam boas sombras e uns bons momentos de tranquilidade.

classificação
5 /10
desde 25

3 - Hippotrip

O Hippotrip dirige-se depois para Belém, passando ao largo do museu da Eletricidade e mosteiro dos Jerónimos. Pouco depois, com a devida pompa e circunstância, é a hora de mergulhar no Tejo. A entrada na água é divertida e marca um dos momentos altos deste tour, abrindo um percurso de cerca de meia hora dentro do rio. A experiência é um regalo para os olhos e permite vislumbrar toda a área ribeirinha de Lisboa, a ponte 25 de abril e a outra margem do rio. Para mais, oferece uma perspetiva deslumbrante e única sobre monumentos como a torre de Belém e o padrão dos Descobrimentos.

classificação
5 /10

4 - Torre de Belém

No interior da torre de Belém, existem amplas salas com abóbadas quinhentistas, enquanto na cave se localizam o antigo paiol de pólvora e os compartimentos que serviram como celas. São vários os elementos decorativos que se destacam na torre de Belém, como a ponte levadiça em madeira, a capela abobadada e até um rinocerante esculpido em pedra. Para além da sua função militar, a torre de Belém funcionou como cárcere, alfândega, posto de telégrafo e farol. Nas proximidades encontra o mosteiro dos Jerónimos, o padrão dos Descobrimentos e a confeitaria dos muito famosos pastéis de Belém.

classificação
9,3 /10

5 - Via Graça

A ementa do Via Graça está focada na cozinha tradicional portuguesa e por lá encontra uma apetecível miríade de petiscos, como por exemplo as pataniscas de bacalhau e os croquetes de novilho. Nos pratos principais, destacam-se especialidades como bacalhau com broa, empada de caça e cabrito assado. Guarde espaço para a sobremesa, já que o chocolate belga em mousse com gelado e frutos secos, o crocante de maçã e frutos secos com gelado de maçã verde e o creme rico queimado são obrigatórios. Acompanhe a sua refeição com uma das mais de três mil garrafas da gigantesca garrafeira do Via Graça.

classificação
9,7 /10
desde 8

6 - Arco triunfal da rua Augusta

Em 1815, ergueram-se as seis enormes colunas de pedra que suportam o arco triunfal da rua Augusta, terminado apenas em 1873. O estilo romântico ressalta nas estátuas que representam grandes vultos da história portuguesa: Viriato, Vasco da Gama, o marquês de Pombal e Nuno Álvares Pereira. Duas figuras reclinadas, uma em cada lado, simbolizam os rios Tejo e Douro. Para atingirem o topo do arco, os visitantes sobem por um pequeno elevador que dá acesso a uma câmara intermédia (com elementos explicativos). Após mais um lance de escadas, chegam ao terraço superior e à sua surpreendente vista.

classificação
7,7 /10

7 - Maria Catita

O Maria Catita apresenta uma ementa dedicada à cozinha tradicional portuguesa. Há especialidades de várias regiões do país, mas o destaque vai para os sabores açorianos, a região de onde a proprietária é originária. Além de petiscos, como chicharrinhos fritos com molho cru (um pitéu tipicamente açoriano) e produtos regionais, como queijo de Azeitão, oferece pratos como bochechas de porco preto em redução de vinho verde tinto com migas de grelos e bife de atum à Bulhão Pato. Destaque ainda para a garrafeira, variada e de qualidade.

classificação
5 /10
desde 15

8 - Batismo de Segway

Após um briefing ínicial, aproveite todos os minutos desta experiência para explorar toda a zona envolvente. Explore todo esplendor o magnífico Terreiro do Paço. Aproveite um pouco da zona ribeirinha para passear livremente por aquela zona e descubra as artérias pombalinas  que compõem esta zona. Esta experiência está disponível apenas para dois participantes e realiza-se ao longo da baixa lisboeta. Este Batismo de Segway tem um percurso livre, que é cumprido sem monitor.

classificação
8 /10

10 - Café da Garagem

A decoração do Café da Garagem é da autoria de Joana Astolfi, que teve como objetivo tornar o espaço mais acolhedor e confortável. Pelas escadarias que dão acesso ao café, a decoração faz-se de peças com frases e histórias que dão vida às paredes. A iluminação é discreta e fica a cargo dos 32 candeeiros construídos com bolas de vidro que se estendem ao longo das mesas corridas. Quem não tiver vontade de partilhar a mesa, pode optar pelas cadeiras que estão colocadas junto à grande janela frontal. Para os dias mais quentes, a esplanada e a sua soberba vista panorâmica são uma excelente opção.

Recomendado
Acomodação airbnb
Publicidade
Junte-se a nós
Noticias
2014-10-21
Chama-se Velhas Tradições com Novos Talentos e é uma mostra culinária de novos talentos que nos dias 24, 25 e 26 de outubro vai ocupar o Centro de Artes Culinárias, no mercado de Santa Clara. Organizado...
2014-10-17
A Real Fábrica das Sedas, no Príncipe Real, recebe amanhã o festival STP Sabores 2014. Trata-se de uma mostra da gastronomia santomense, que inclui também workshops, conferências e um jantar de degustação....
2014-10-16
O Big Bang, o festival europeu de música e aventura para crianças, regressa já amanhã ao Centro Cultural de Belém para dois dias em que a palavra de ordem é descoberta. Durante 17 e 18 de Outubro, a quinta...

Ezimute



Aguarde um momento enquanto efetuamos o seu pedido


Já é membro?
Para comentar tem de ser membro
----------- ou -----------
Explorar como convidado
Recuperar password